Dermo-conselheiro | Desporto , Bem-estar pessoal

Desporto e calor: Uma má combinação?

Está um dia fantástico e tem tempo suficiente para aproveitar praticando o desporto que mais gosta. Mas não se apercebe do calor que faz e, após os primeiros minutos de esforço físico, começa a sentir as pernas pesadas, o suor a escorrer, fica pálido e, por fim, o enjoo ou a sensação de desfalecimento... Cuidado! É possível que esteja a sofrer de uma insulação.

Esta síndrome caracteriza-se pelo aumento da temperatura corporal como consequência de uma má adaptação do organismo a uma exposição prolongada ao sol, a altas temperaturas ou à realização de um esforço físico intenso em ambientes de calor, muito húmidos ou com pouca ventilação.

Produz-se quando, ao praticar desporto, o organismo nos termorregula com a rapidez que o esforço físico requer e tenta dissipar o calor o mais rapidamente possível. Para tal, aumenta a vasodilatação e a excreção de líquidos como o suor. Isto significa que é mais fácil a produção de hidro-eletrolíticos e os enjoos típicos da comumente chamada «insolação» ou «onda de calor»

 

Desporto e verão. Fatores a ter em conta

Quando praticamos desporto durante o verão, devemo ter em conta uma série de fatores que são importantes para prevenir ou mitigar o efeito de uma possível insolação:

  • A temperatura exterior: Ambientes excessivamente quentes podem favorecer a desidratação e os barorrecetores orgânicos encarregados de adaptar a nossa temperatura podem não funcionar corretamente. Ou seja: num ambiente com pouca água o corpo não consegue refrigerar-se com a rapidez que o esforço necessita, porque recebe como dados que a concentração de água está abaixo do habitual. Assim, tenta adaptar-se mais rapidamente e isto significa que o nosso organismo se expõe a condições de risco.
  • Hidratação corporal: a concentração tecidular de água influencia diretamente, porque marca o nosso máximo de esforço a realizar.
  • Nível de esforço físico: em ambientes com uma temperatura mais agradável, podemos tentar realizar esforços maiores porque do ponto de vista psicossomático vemo-nos com maior probabilidade de êxito. Não adaptar de modo correto as nossas características individuais ao esforço realizado é um erro que podemos pagar caro, com um quadro de desidratação que pode dar lugar a enjoos, e também a hipotensão, taquicardia e falha orgânica.

 

Recomendações para praticar o desporto que mais gosta

Estas medidas baseiam-se na reposição adequada e continuada de líquidos durante o esforço físico. Leve sempre em conta o seguinte:

  • Beba líquidos: a hidratação individual necessária tem em conta o peso, mas também as perdas. Beba em maior quantidade e de forma contínua, não só devido ao esforço que vai realizar, mas também pelo suor que vai perder.
  • Evite as temperaturas altas e adapte o nível de esforço físico.
  • Descanse: não se esqueça de parar em zonas frescas e ventiladas para que o seu corpo tenha mais facilidade a adaptar-se às altas temperaturas. E lembre-se que dormir bem tem efeitos positivos na nossa pele.
  • Proteja-se com roupa leve: não use peças justas e assegure-se que sejam transpiráveis para que a evaporação da transpiração seja progressiva, assim como também a perda de calor devido à energia consumida.
  • Faça refeições leves: uma alimentação muito abundante que necessite de digestões longas pode afetá-lo e aumentar o risco de padecer de um quadro de insolação. Nestes casos, o sangue deriva mais para o sistema digestivo durante mais tempo e é necessária uma janela de tempo maior de repouso entre a refeição e o esforço físico para evitar o pico da vasodilatação. Se vai praticar desporto, é melhor fazer refeições leves.

Mas, não queremos que fique com a ideia que o desporto e o verão são inimigos. Se seguir estes conselhos, escutar o seu corpo e aplicar o senso comum, pode praticar o seu desporto favorito mesmo na estação mais quente do ano.


autor
Dermo-conselheiroEspecialista em cuidados com a pele

Twitter

Facebook

Este site usa cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e analisar os hábitos de navegação do usuário. Se você continuar a navegar, considere aceitar seu uso. Você pode alterar as configurações de cookies ou obter mais informações visitando nossos política de cookies.

Subscrição a MartiDerm

Está a subscrever a nossa newsletter para estar atualizado(a) sobre todas as novidades da MartiDerm.

EMAIL