Dermo-conselheiro | Cuidados faciais , Cuidados específicos , Pele , Cuidados corporais

Como a cidade afeta a minha pele

Com certeza que muitas vezes, quando chegou a casa depois de ter passado todo o dia no centro da cidade, notou que a sua pele estava mais seca, irritada e até com alguma reação alérgica leve localizada.

O reboliço da cidade e todas as suas comodidades também têm inconvenientes para a pele. Um dos mais significativas é o efeito da contaminação no corpo. Por isso, é fundamental saber como afeta a saúde da pele e como prevenir os seus efeitos negativos.

Como é que a contaminação afeta a minha pele?

A contaminação ambiental que se concentra nos grandes núcleos urbanos pode implicar riscos para a saúde. Além disso, a poluição pode provocar danos na pele.

Existe um valor acrescido, que é o calor. O temido efeito de estufa, juntando-se à redução da camada de ozono, implica um aumento da temperatura ambiental durante todo o ano. Não só isso, como o calor faz com que as chuvas sejam menos frequentes e reduz a evaporação e, com isso, a lavagem de substâncias nocivas da cidade.

De que substâncias falamos?

Este tipo de substâncias que vertem para o meio ambiente são basicamente resíduos produzidos na combustão de hidrocarbonetos, na utilização de aerossóis e em processos industriais, mas também a nível doméstico.

Trata-se de partículas muito pequenas, que podem penetrar sem problemas nos nossos poros, dado o seu tamanho minúsculo. Porém, o seu peso molecular é muito grande, pelo que podem acumular-se e obstruir os nossos folículos e poros. Este tipo de substâncias tem um conteúdo alto de dióxido de carbono (CO2) e concentrações elevadas de metais pesados como o cloro, o brómio, o amoníaco ou o arsénico.

Que efeitos produzem na pele?

Estas partículas nocivas, ao serem absorvidas, podem interagir com a composição fisiológica da pele e produzir reações oxidativas que geram radicais livres, o que pode afetar negativamente a pele.

A pele, ao acumular estas substâncias e desenvolver processos inflamatórios para se defender, muda a sua composição, engrossa a camada córnea e reduz a troca celular. Estes processos dão lugar a:

  • Envelhecimento prematuro com aparecimento de manchas, devido ao aumento das reações oxidativas que produzem estes compostos tão nocivos.
  • Desidratação por evaporação da água que não foi absorvida devido ao bloqueio das camadas externas da pele ocasionado pelos contaminantes pesados acumulados.
  • Acne por obstrução dos poros.
  • Eczemas alérgicos ou irritação alérgica.
  • Perda da firmeza por redução da matriz extracelular, o que origina rugas.

Descubra como a proteger

Apesar das recomendações realizadas pela Organização Mundial de Saúde sobre a contaminação ambiental e as respetivas graves consequências a nível orgânico, muitas vezes não temos consciência de porque é tão importante o cuidado e a limpeza da pele.

Para preservar a pele e minimizar os efeitos da contaminação sobre a mesma, o essencial é realizar uma rotina de limpeza cutânea:

  • Limpeza diária: é essencial lavar a nossa pele pelo menos duas vezes por dia (de manhã e à noite) e ter sempre em conta que tipo de pele temos. Lembre-se de que nas peles oleosas podemos ser mais agressivos, mas se temos a pele sensível devemos ser mais cautelosos e evitar a perda da cobertura lipídica que protege a camada mais externa da nossa pele.

Utilize produtos que contenham micelas, óleos ou espumas sem sulfatos para desfazer todas as substâncias que se acumulam na pele.

  • Proteja-se de dentro para fora: depois de uma limpeza adequada devemos utilizar emolientes nutritivos com ácido hialurónico que forneçam antioxidantes como as vitaminas A, C e E, para combater o efeito dos radicais livres.
  • Alimente-se adequadamente: uma correta hidratação, com uma dieta saudável e equilibrada, ajudará a sua pele a defender-se da contaminação.

autor
Dermo-conselheiroEspecialista em cuidados com a pele

Twitter

Facebook

Cookies

Subscrição a MartiDerm

Está a subscrever a nossa newsletter para estar atualizado(a) sobre todas as novidades da MartiDerm.

EMAIL