05-08-2017 | Dermo-conselheiro | Conselhos Smart Aging

Como cuido da minha pele ao chegar à praia?

O verão, o sol e, sobretudo, a praia exigem cuidados específicos para a nossa pele. Isto deve-se ao facto de existir uma série de fatores que temos de ter em conta, pois aumenta a exposição à radiação ultravioleta. Mas, além disso, desfrutar da praia está relacionado com dois fatores importantes: o sal e a areia, que podem afetar a nossa pele. 

O que acontece à nossa pele quando vamos à praia?

Passar um dia na praia provoca uma série de mudanças na estrutura da nossa pele. Basicamente temos de considerar que o sol e o sal desidratam e aumentam o risco de secura e escoriação da pele.

A radiação solar provoca danos imediatos caso não tenha protegido devidamente a pele, como vermelhidão ou queimaduras. Além disso, temos de considerar a evaporação da água concentrada nas últimas camadas da pele. Se a isso acrescentarmos o facto de o sal, após entrar em contacto com as mucosas, favorecer o fluxo de água à superfície, compreendemos por que razão a nossa pele fica desidratada após um dia na praia.

 

O que recomendamos?

A primeira coisa que a nossa pele vai precisar para recuperar a sua função de barreira é de uma hidratação mais profunda e adequada.

Antes de iniciar o processo de reparação da pele, é importante fazer uma limpeza cuidadosa para não provocar uma irritação a juntar-se aos danos que a pele sofreu durante o dia:

  • Limpe-a profundamente para eliminar o sal e outros resíduos, como a areia, outras substâncias ou loções/óleos.
  • Use esfoliantes faciais e corporais suaves para ajudar a eliminar impurezas e células desvitalizadas.

Esta fase é importante para preparar a pele para a sua nutrição e reparação posteriores; se não se realizar, perde-se capacidade de absorção.

Posteriormente, após uma limpeza adequada, hidratamos a nossa pele. Aconselhamos a utilização de um creme hidratante corporal para aumentar a capacidade da pele em absorver e aumentar a concentração de água que perdeu durante o dia devido ao sol.

  • Corpo e flexuras: é importante que o emoliente que escolhemos tenha um alto poder de hidratação e regeneração celular, dado que a radiação solar destrói principalmente as fibras que suportam a matriz extracelular. Por isso, o sol acelera o envelhecimento, porque, ao perder capacidade estrutural, as células deixam de contribuir para a firmeza da pele.
  • Rosto e olhos: utilize um creme específico para o seu rosto e para o contorno dos olhos. Recorra a produtos que, além da nutrição, dêem uma sensação calmante. Alguns, como o aloé vera, podem reproduzir os dois efeitos.

 

E não se esqueça de...

  • Aplicar loções ou cremes calmantes na zona onde não se protegeu adequadamente, para que reduzam os sintomas de uma possível queimadura.
  • Beba água e aumente a ingestão de vitaminas (A, C e E), para que a sua pele recupere a estrutura o mais rapidamente possível.
  • Analise a sua pele: é o momento ideal para analisar manchas ou pequenos lentigos ou sinais, de acordo com a sua forma, cor e evolução. Como sempre, em caso de dúvidas, consulte o seu dermatologista.

autor
Dermo-conselheiroEspecialista em cuidados com a pele

Twitter

Facebook

Este site usa cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e analisar os hábitos de navegação do usuário. Se você continuar a navegar, considere aceitar seu uso. Você pode alterar as configurações de cookies ou obter mais informações visitando nossos política de cookies.